Page Title

ATIVISMO GRAFICO_v01_16x9.png

O Laboratório de Ativismo Gráfico tem como intenção acionar empaticamente a consciência de todos para o principal traço gerador de desigualdade no Brasil, o racismo estrutural, promovendo a criação de cartazes que proponham pensamentos, provocações ou ações antirracistas. Tão importante quanto chegar aos resultados - essa síntese de texto e elementos gráficos expressa nos cartazes -  é o processo proposto neste caminho. Escolhemos propiciar o encontro de vinte jovens de diferentes vivências, localidades e contextos socioculturais. Na troca entre o grupo e no trabalho em duplas, se multiplicam as perspectivas e propostas criativas. Assim também busca-se incentivar a formação de uma rede, conectando pessoas que se identificam como não brancas e que vêm buscando campos de expressão e manifestação artística e política.

 

Que relações podemos enxergar entre os graus de empatia e de desigualdade de uma sociedade? Entendemos que, para uma transformação no sentido de maior equidade e respeito, precisamos agir sobre os dois pólos. Menos desigualdade social promoverá que as pessoas se relacionem mais empaticamente umas com as outras, desfazendo os preconceitos e hierarquias e construindo vínculos horizontais. Por outro lado, a reflexão e as atitudes empáticas em essência implicam na reparação das desigualdades, pois nos sensibilizamos para condições de vida e direitos que devem ser universais.

 

O racismo e seus efeitos na sociedade são um problema de todos, e sua solução passa necessariamente pelo envolvimento de todos.

No decorrer dos encontros online, os participantes criaram cartazes com mensagens que dão visibilidade às questões sociais que os mobilizam, de forma a amplificar e provocar a reflexão sobre as dimensões do racismo estrutural em nossa sociedade. A produção gerada no laboratório está circulando nas redes sociais.

 

Veja e faça o download dos cartazes, para compartilhar e imprimir.

Proposição e realização:

Intermuseus

 

Desenvolvimento e orientação:

Daniel Lima - Artista, curador, editor e pesquisador, um dos fundadores da Frente 3 de Fevereiro e diretor da produtora e editora Invisíveis Produções.

Geandre Marcelo Tomazoni - Arquiteto e artista visual, é um dos integrantes fundadores do Bijari, grupo de criação de artes visuais e arquitetura cuja prática se situa na intersecção arte urbana e a cidade.

Facilitador gráfico: Fernando Sato

Produção: Laís Ribeiro

Conheça os participantes:

Alexia Ferreira Barbosa da Silva

Ilustradora, graduanda em filosofia pela Universidade Estadual do Ceará

Fortaleza, CE

Arorá Alves.jpg

Arorá Alves

Graduanda em licenciatura em artes visuais na Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, RJ

Cleyton Mendes.jpeg

Cleyton Mendes

Escritor, slammer, articulador cultural, apresentador; idealizador e mestre de cerimônia do sarau Afrônt Poesia.

São Paulo, SP
@afrontpoesia

Danilo Serejo - Danilo Serejo.jpeg

Danilo Serejo Lopes

Quilombola, bacharel em direito, mestre em ciência política, pesquisador do projeto Nova Cartografia Social da Amazônia

 

Alcântara, MA
@mabe-alcântara

Eric Cruz.jpg

Eric Araujo Cruz

Estudante de ensino médio.

São Paulo, SP
Coletivamente

@coletivamente
Studio Filhos da Rua

@studiofdr
Quilombaque @comunidadeculturalquilombaque

Guilherme Bretas.jpg

Guilherme Bretas

Artista visual, VJ e graduando em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. 

 

São Paulo, SP
@demonumenta

Jessica Porciuncula.jpg

Jessica Porciuncula

Mestranda em Artes Visuais Universidade Federal de Pelotas.

Pelotas, RS
https://jessicaporciuncula.46graus.com 
@projetoantessala
@nuvem.nomade
@relva.arteresistencia

Jonnas Rosa.jpg

Jonnas Rosa

Rapper e produtor musical, graduando em pedagogia na Faculdade de Educação - FEDUC.

 

São Paulo, SP
@rangodeclasse
@encrespades

Layla Africa.jpeg

Layla Xavier Silva

Musicista e integrante da Casa de Cultura Tainã, onde atua na frente de comunicação comunitária livre. 

 

Campinas, SP
Casa de Cultura Tainã @casataina

Leonardo Teodoro Silva.jpg

Leonardo Teodoro Silva / Kroc

Nascido em Goiânia, graduando em artes visuais na Universidade Federal de Pelotas.

Pelotas, RS
Coletivo Nuvem Nômade @nuvem.nomade

Loren Minzú.jpg

Loren Muniz da Costa

Graduando em artes pela Universidade Federal Fluminense, onde é integrante do grupo de pesquisa e extensão Encontro de Saberes.

Luma Kalen.jpg

Luma Kalen de Souza França

Graduanda em Direito e integrante do MSTC.

São Paulo  - SP

Merremii Karão Jaguaribaras.jpeg

Merremii Karão Jaguaribaras

 

Militante indígena, pertencente ao povo Karão Jaguaribaras. Agricultora, ambientalista, poetisa e artista visual. Graduanda em Sociologia pela Unilab-Ce.

 

Aratuba, CE
@oinkaras / Literatura indígena Ceará @literaturaindigenaceara / Tamain arte indígena @tamain_arteindigena

Neta Serejo Morais.jpg

Neta Serejo

Integra a comunidade quilombola Canelatiua, onde é responsável pelo Centro de Saberes Quilombola Mãe Anica.

Alcântara, MA

@mabe-alcântara

Rikelmy Kalen.jpeg

Rikelmy Kalen de Souza França

 

Cantor e compositor de funk, morador da ocupação  Boticário.

 

São Paulo, SP

Taís Janaina Bueno

Taís Janaina Bueno

Manifestante de cultura popular, estudante de artes.


Campinas, SP

Casa de Cultura Tainã @casataina

Thais Aparecida Ferraz da Silva.jpeg

Thais Aparecida Ferraz da Silva

Estudante de Tecnologia da Informação, participa das ações promovidas pela comunidade cultural Quilombaque.

São Paulo, SP

Thaís Cristina Ferreira Tardelli.jpg

Thaís Cristina Ferreira Tardelli

Artista independente, atriz, poetisa e percussionista.

Campinas, SP
Casa de Cultura Tainã @casataina

Wesley Silveira.jpg

Wesley Silveira da Silva (Akis)

Graduando em Artes Visuais na Universidade Federal de Pelotas, grafiteiro, designer gráfico e slammer.

Pelotas, RS

Yasmin Vitória.jpg

Yasmin Vitoria Monteiro Martins

 

Estudante do ensino médio.

São Paulo, SP