Conversas empáticas

Empatia no mundo do trabalho 

A empatia é uma habilidade fundamental para a construção de uma sociedade diversa, inclusiva, justa. Para que ela seja exercida em sua potencialidade, é importante que esteja  presente nos vários âmbitos da vida em sociedade. O mundo do trabalho é um destes  âmbitos. Ocupa uma boa parte da vida e da realização de cada um de nós individualmente e na vida social e, como tal, um dos mais importantes espaços no qual as relações devem estar  pautadas por uma postura empática. Nesta conversa trazemos duas pessoas com vivências interessantes e posturas pró-ativas neste caminho para que a diversidade e respeito tornem-se cada vez mais indispensáveis neste mundo.

Participantes:

 

Pri Bertucci

CEO da [DIVERSITY BBOX], consultoria especializada em diversidade e equidade

 

André Gomes

diretor de empresa multinacional onde é líder em temas de diversidade LGBTQIA+

 

Mediação: Andréa Buoro

 
salada multicultural.jpg

PRATIQUE EMPATIA

Convivemos cotidianamente com alimentos nativos de várias regiões do globo terrestre. Cada fruta, cereal ou vegetal comestível pode ser visto como um "imigrante" que nutre, cuida e revigora nossa existência. Se somos capazes de cultivar, cuidar e gostar de vários alimentos "estrangeiros", também podemos acolher as diversas pessoas de variados locais e culturas. Essa proposta é um convite para que tenhamos empatia com todos os seres que coexistem conosco, independente de onde vêm. Toda e qualquer vida coabita um só mundo.

Salada Multicultural 

Marcel Diogo

Antes de tudo negro, marginal, periférico, suburbano. É artista visual, educador e coordenador do Atelier do Ressaca, que atua na fronteira entre as cidades de Belo Horizonte e Contagem.

MOVIMENTOS
Pessoal e intransferível
capa pessoal.jpeg

Pessoal e Intransferível, uma ficção em parceria. Relações amorosas criadas junto em tempo real. Coincidências silenciosas e musicais misturam personagens e verdades.

 

Silenciosas + GT'aime
direção de cena:
Diogo Granato
direção do vídeo: Paulo Bueno
criação coletiva

 

Silenciosas + GT’aime:


Grupo formado por integrantes com formações heterogêneas, em teatro, dança, parkour, música e circo, que parte da troca de elementos das diferentes linguagens, da experimentação e do treinamento para elaborar exercícios corporais e compositivos, que são continuamente transformados e recriados.
 
@silenciosas

Este vídeo foi exibido entre 24 de novembro e 28 de dezembro de 2021

 
 

inspirações

“A empatia é em certo sentido a própria razão de ser da literatura. Que o leitor se sinta tocado pela história de um personagem é o que rege a experiência do leitor.”

Rita Palmeira, crítica literária e editora

 

Este é o mote para a criação desta mini temporada do podcast Leituras de Cabeceira, que inclui também indicações de ensaios e estudos sobre questões urgentes de nossa sociedade

Leituras de Cabeceira logo transparente (2).png

Por aqui, a gente te conta como a literatura pode ser uma ótima ferramenta para despertar a empatia. Afinal, é a partir deste sentimento que criamos relações mais respeitosas, transformando o mundo em um lugar com mais harmonia e qualidade de vida.


No episódio de hoje, Felipe Beirigo, sócio da Livraria Simples, faz uma curadoria de obras focada em pautas sociais.

 
 

EXPERIÊNCIAS

Exercícios para celebrar o encontro

capa wagner.jpeg

A  vídeo performance Exercícios para celebrar o encontro propõe, a partir de ações brincantes, ampliar as noções de empatia, território e lugar por meio do imaginário de brincadeiras que  desvelam campos de tensões na construção de espaços: cabo de guerra, coelhinho sai da toca e brincar com bonecos.

Wagner_Janaina

Artistas, pesquisadores e professores, desenvolvem, em parceria, pesquisas artísticas e educativas que propõem o enfrentamento de enunciações e narrativas hegemônicas, afirmando o corpo negro, seus afetos, famílias e políticas.

Este vídeo foi exibido entre 24 de novembro e 28 de dezembro de 2021

Coletâneas

A empatia nos permite furar a nossa bolha para nos relacionarmos com histórias de vida e nos engajarmos em causas sociais. As micro-curadorias a seguir são convites empáticos para conhecer diversas realidades, individualidades, modos de vida e percepções de mundo.

PARA EXPANDIR IMAGINÁRIOS
através do olhar de três artistas
chrome_gHkc0C1uqK.jpg

Raiza Rozados

 Artista visual e cineasta

Artista Visual, Raiza Rozados atua com um olhar documental e artístico sobre seu trabalho, no qual se evidenciam as questões indígenas, negras, culturais e manifestações populares.

Imagem: Rayza Rozados

PARA ampliar os sentidos
Viver bem, comer melhor
Matos de Comer.jpg

Matos de Comer

Coletânea

https://www.instagram.com/matosdecomer/

A coletânea traz informações acerca de diversas espécies de plantas que estão presentes no nosso cotidiano, principalmente dentro da cidade. A intenção é possibilitar um novo olhar para uma alimentação mais diversa, com ênfase no consumo de plantas que estão ao alcance das nossas mãos.

Imagem: Reprodução

PARA assistir
Sugestões de filmes e séries sobre relações entre pessoas
Filmes
Temporada - filme.jpg

Temporada (2018)

André Novais

Juliana mudou-se de Itaúna, no interior de Minas, para a periferia de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, para trabalhar no combate às endemias na região. Em seu novo trabalho, ela conhece pessoas e vive situações pouco usuais que começam a mudar sua vida. Ao mesmo tempo, ela enfrenta as dificuldades no relacionamento com seu marido, que também está prestes a se mudar para a cidade grande.

Imagem: Reprodução